BOÉMIO 

20-09-2018

Perguntam-me muitas vezes " - Se tivesses de adaptar um só estilo qual escolheria? "
Pergunta fácil de responder, o meu estilo de eleição é o estilo Boémio.
Claro que o factor étnico pesa muito em mim porque sou louca por Pano do Congo( Kitenge ou pano africano), sempre que posso adapto. 

É um estilo romântico inspirado em festivais de verão, já falei dele aqui no blog. 

Este ano o estilo surge com um espirito mais nómada, diferente de 2015.  2018 trouxe-nos vestidos longos e floridos em vez de das famosas leggings a boca de sino. 

O chapéu fedora continua a ser uma das pecas chaves deste look, os ténis vieram substituir as famosas buckled boots, que não deixam de ser uma referência.  

 As peças de um guarda-roupa boémio devem ser leves e femininas, dentro de tons suaves com alguns apontamentos  étnicos  que eu substituo o chapéu pelo turbante africano. 

Estilo Boémio que foi tão visto em 2015, fascina-me porque vem de artistas, vem da maneira como encaram a vida de forma livre e com certa rebeldia, mas nunca um desleixo total.
Um estilo cheio de histórias para contar, inspirado no modo de vida nômada do povo Cigano, que me remete a liberdade.