Évora África 2018  

26-06-2018

Trinta artistas num só festival, celebrei o dia de África na melhor companhia. Dia 25 de Maio, tal como todos os anos este ano não poderia ser exceção, imensos eventos a acontecer no mesmo dia,  eu escolhi a inauguração do Évora África.

Porquê?

Acredito na união e respeito  mutuo entre povos através da partilha  cultural, num mundo em que das poucas barreiras que não nos podem fechar,  a barreira da comunicação.


Escolhi o África Évora! Além do Palácio Cadaval, o Templo Romano, o Cromeleque dos Almendres e a Biblioteca Pública de Évora estão  a ser  palco dos espetáculos do festival que recebeu  vários países, como  a República Democrática do Congo, Costa do Marfim, Madagáscar, Mali, Moçambique, Senegal, África do Sul, Burkina Faso, entre outros.

 Festival  tem como  intuito  fortalecer os laços culturais e históricos, promovendo o intercâmbio entre África e a Europa, celebrando novas expressões artísticas urbanas e as suas influências sobre a cultura portuguesa.


O Palácio Cadaval, encheu-se de cores, multiculturalidade, e um imenso bom gosto para receber aquele que para mim foi um dos melhores eventos interculturais que já presenciei. 

Recomendo vivamente, visitem até dia 25 de Agosto o festival, eu vou voltar pois não perderei a oportunidade de registar mais algumas obras de arte para enriquecer este legado.